Páginas

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Poluição Sonora


A poluição sonora é o efeito provocado pela difusão do som num tom demasiado alto, sendo o mesmo muito acima do tolerável pelos organismos vivos, no meio ambiente. Dependendo da sua intensidade, causa danos irreversíveis nos seres humanos.
A poluição sonora atrapalha diferentes atividades humanas, independentemente dos níveis sonoros serem potencialmente agressores aos ouvidos, a poluição sonora pode, em alguns indivíduos, causar stresse, e com isto, interferir na comunicação falada, base da convivência humana, perturbar o sono, o descanso e a relaxamento, impedir a concentração e aprendizagem, e o que é considerado mais grave, criar estado de cansaço e tensão que podem afectar significativamente o sistema nervoso e cardiovascular.
Podemos citar vários tipos de origem para o ruído e sons não ruidosos potencialmente agressivos para o órgão auditivo:
Ruído por trânsito de veículos
Ruído por atividades domésticas e públicas
Ruído industrial
Quando a duração de um determinado evento é superior aos limites de tolerância para a pressão sonora produzida, como pode ocorrer no caso de:
shows musicais e espetáculos diversos
alguns cultos religiosos
uso de equipamentos de amplificação eletrônica (ex.:descodificadores de MP3)
práticas de tiro
entre outras atividades.
A identificação entre som e ruído é feita através da utilização de unidades de medição do nível de ruído. Com isso, definem-se, também, os padrões de emissão aceitáveis e inaceitáveis. O nível de intensidade sonora expressa-se habitualmente em decibéis (db) e é apurada com a utilização de um aparelho chamado decibelímetro.
É estabelecido por Lei:
A emissão de ruídos, em decorrência de qualquer atividades industriais, comerciais, sociais ou recreativas, inclusive as de propaganda política. Obedecerá, no interesse da saúde, do sossego público, aos padrões, critérios e diretrizes já estabelecidos.
Nem dentro dos templos, nem fora deles, podem os praticantes de um determinado credo prejudicar o direito ao sossego e à saúde dos que forem vizinhos ou estiverem nas proximidades das práticas litúrgicas.
O nível de ruído em igrejas e templos deve ser de, no máximo, 50 decibéis.
Bares e Casas Noturnas
Os ruídos produzidos por essas atividades acabam por prejudicar o sossego de moradores vizinhos. Cumpre dizer que os bares e as casas noturnas, para o seu regular funcionamento, deverão adequar-se aos padrões fixados para os níveis de ruídos e vibrações.
Você já esteve em alguma situação em que se sentiu incomodado por algum barulho? Conte como foi. E você poderia ter evitado a situação?
Como você colabora para evitar a poluição sonora em sua cidade?
Você escuta som de rádio, MP3, DVD, TV e outros, muito alto? Acha que isso pode prejudica-lo no futuro? Se sim, como?

Para saber mais entre neste site:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Polui%C3%A7%C3%A3o_sonora

Um comentário:

Islandya disse...

Muito 10 este documentário.
É sempre bom estar divulgando sobre os efeitos da poluição sonora
Gramde Beijo
Isla